Image 1 Image 1

16/02/2017 - Abertura de Temporada da Orquestra Sinf√īnica de Sorocaba ser√° nos dias 16 e 19 de fevereiro

Abertura de Temporada da Orquestra Sinf√īnica de Sorocaba ser√° nos dias 16 e 19 de fevereiro

Concertos na Sala FUNDEC abrem a temporada art√≠stica da Orquestra Sinf√īnica de Sorocaba

 

¬† ¬† ¬† ¬† ¬† Para abrir a temporada art√≠stica deste ano, em que a Funda√ß√£o de Desenvolvimento Cultural de Sorocaba ‚Äď FUNDEC comemora 25 anos de atividade, a Orquestra Sinf√īnica da Sorocaba preparou um concerto com repert√≥rio que inclui pe√ßas de nomes importantes da m√ļsica instrumental, como Wolfgang Amadeus Mozart e Ludwig van Beethoven. As apresenta√ß√Ķes, agendadas para os dias 16 e 19 de fevereiro, √†s 20h e √†s 19h, respectivamente, ser√£o realizadas na Sala FUNDEC.

¬† ¬† ¬† ¬† ¬† Sob reg√™ncia do maestro Eduardo Ostergren, o concerto se inicia com a interpreta√ß√£o da Sinfonia Concertante para sopros e orquestra de Wolfgang Amadeus Mozart. Esta obra, escrita em 1778 apresenta o obo√©, o clarinete, a trompa e o fagote como solistas, acompanhados da orquestra. √Č uma obra que d√° aos integrantes deste naipe a oportunidade de exibirem seus talentos musicais e dom√≠nio destes instrumentos espec√≠ficos. ‚ÄúNesta nova temporada quero dar a oportunidade para todos os nossos m√ļsicos de se apresentarem como solistas. Afinal temos em nossa orquestra instrumentistas de alto n√≠vel t√©cnico e art√≠stico‚ÄĚ, observa o maestro.

¬† ¬† ¬† ¬† ¬† Em seguida uma ‚ÄúAbertura para uma com√©dia n√£o escrita‚ÄĚ, do compositor canadense Healey Willan, obra curta, de natureza jocosa, escrita em 1951, partitura gentilmente cedida pelo Conselho de Artes do Canad√° e o Centro de M√ļsica Canadense.

¬† ¬† ¬† ¬† ¬† Encerrando o concerto, a sinf√īnica executar√° a ‚ÄúSinfonia no 1 em D√≥ maior de Ludwig van Beethoven, obra consagrada que √© um marco no desenvolvimento do repert√≥rio sinf√īnico. Ostergren escolheu esse repert√≥rio por conta das m√ļsicas entusiasmadas que servem como est√≠mulo para os m√ļsicos e despertam no p√ļblico vibra√ß√Ķes positivas. ‚ÄúEsse repert√≥rio √© s√©rio, mas tamb√©m jovial e alegre que agrada a todos. Em momentos de crise, s√£o as artes que nos oferecem ref√ļgio e conforto. √Č o que estamos procurando oferecer ao nosso p√ļblico‚ÄĚ, finaliza o maestro.

 

 

Dos solistas

 

Gilmar de Campos - oboé

¬† ¬† ¬† ¬† ¬† Iniciou os estudos musicais no Conservat√≥rio Henrique Castellari da cidade de Salto. Participou de festivais nas cidades de Tatu√≠, Curitiba e Itu; possui bacharelado em M√ļsica pela Unicamp. Membro da Orquestra Sinf√īnica de Sorocaba desde 2000, tamb√©m desenvolve atividades como instrumentista e professor na mesma institui√ß√£o em que iniciou os estudos (duo Palhetas Duplas e Piano, chefe de naipe das madeiras na orquestra do Conservat√≥rio). Atua tamb√©m como multi-instrumentista e possui trabalhos nas √°reas de arranjo e composi√ß√£o (autor de um ciclo de 10 obras para obo√© e piano, obras para viol√£o solo, uma ave Maria para √≥rg√£o, coro e solista e uma fantasia para piano e orquestra em quatro movimentos conclu√≠da em janeiro de 2017, ainda sem data definida para estr√©ia).

 

Luciana Silva - clarinete

¬† ¬† ¬† ¬† ¬† Natural de Guarulhos, iniciou seus estudos musicais no Conservat√≥rio Municipal de Arte, na mesma cidade. Posteriormente estudou no Conservat√≥rio de Tatu√≠, orientada por Ely Jacob Hessel. √Č Bacharel em M√ļsica pela Universidade de S√£o Paulo, orientada por Lu√≠s Afonso 'Montanha'; foi professora-assistente no antigo Curso de Difus√£o Cultural, promovido pela mesma institui√ß√£o. Frequentou aulas e master-classes com clarinetistas de proje√ß√£o nacional e mundial, como S√©rgio Burgani, Jos√© Botelho e Maur√≠cio Loureiro; Walter Boeykens (BEL/HOL), Alain Damiens e Michel Lethiec (FRA), entre muitos outros. Trabalhou com maestros de express√£o nacional e mundial, tanto em orquestras quanto bandas sinf√īnicas: Carlos Moreno, Cl√°udio Cruz, Edson Beltrami, M√īnica Giardini, Joaquim Paulo do Esp√≠rito Santo, Dante Azzolini (ARG/SUI), Richard Miles e Dwight Satterwhite (EUA), entre outros. Obteve v√°rias premia√ß√Ķes em concursos de m√ļsica de c√Ęmara pelo Brasil com diversas forma√ß√Ķes, e tem participado ativamente dos maiores festivais de m√ļsica do pa√≠s. Participou de CDS gravados pela Banda Sinf√īnica do Conservat√≥rio de Tatu√≠, assim como de apresenta√ß√Ķes com a Orquestra Filarm√īnica de Mulheres (Orquestra AVON) e grandes nomes da MPB, como Rita Lee, Vanessa da Mata e Milton Nascimento. Atualmente, al√©m de ser clarinetista da OSS e professora de clarinete no IMMS, √© convidada para master-classes, como os realizados em Indaiatuba e Caraguatatuba, festivais (1¬ļ Curso Master de F√©rias de Itu); tem atividades diversas de m√ļsica de c√Ęmara, como o recital realizado em Piedade, com Ronaldo Rolim e Kayami Satomi.

 

Ivan Ferreira - fagote

¬† ¬† ¬† ¬† ¬† Natural de Ja√ļ iniciou seus estudos musicais com o piano. Desde 1999 estuda fagote, instrumento com o qual teve oportunidade de participar de importantes festivais como o de Campos do Jord√£o, Londrina e Tatu√≠. Foi aluno de Professores renomados como: F√°bio Cury, Renata Botti, Afonso Venturieri, Benjamim Coelho, Alexandre Silv√©rio, Ricardo Aur√©lio de Oliveira, entre outros. √Č Bacharel em fagote pela Universidade de S√£o Paulo-USP e Mestre em M√ļsica pela UFRJ. √Č membro da Orquestra Sinf√īnica de Sorocaba e da Banda Paulistana Filarm√īnica de Pasargada.

 

Rafael Proença - trompa

¬† ¬† ¬† ¬† ¬† Iniciou seus estudos musicais com o pai e o av√ī aos cinco anos de idade e posteriormente a trompa no Conservat√≥rio Dram√°tico e Musical ‚ÄúDr. Carlos de Campos‚ÄĚ de Tatu√≠ em 1988. J√° trabalhou com renomados m√ļsicos brasileiros, dentre eles Wagner Tiso, Toquinho, Guilherme Arantes, Altamiro Carrilho, Inezita Barroso, Zez√© de Camargo e Luciano, Bruno e Marrone, Luiz Melodia e outros de m√ļsica Gospel como Grupo Prisma Brasil e Nosso Amiguinho. Atualmente √© professor do curso de trompa em Tatu√≠ e Instituto Municipal de M√ļsica de Sorocaba, m√ļsico da Banda Sinf√īnica do Conservat√≥rio de Tatu√≠, da Orquestra Sinf√īnica de Sorocaba e tamb√©m da Orquestra Sinf√īnica de Botucatu, exercendo sempre o papel de 1¬™ trompa.

 

 

SERVIÇO

Concertos da Orquestra Sinf√īnica de Sorocaba

Dias 16 e 19 de fevereiro, às 20h e às 19h

Entrada: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia-entrada)

Os ingressos para o espetáculo de 16 de fevereiro poderão ser comprados apenas no dia do evento, a partir das 8h30. Para o concerto de domingo, a venda de ingressos será realizada na sexta-feira anterior (17/02), das 8h30 às 18h. No dia do evento, ingressos remanescentes serão vendidos com uma hora de antecedência.

 

Local: Sala Fundec (Rua Brigadeiro Tobias, 73, Centro)

Telefone: (15) 3233-2220

Últimas Notícias